A economia como maneira para conseguir realizar os sonhos

A economia muitas vezes pode ser entendida como um um fator de exclusão a alguém que simplesmente deseja estar interessado quanto ao noticiário econômico, e através do mesmo acaba se tornando um empecilho para o entendimento de assuntos que poderiam ajudar a respeito de temas que o fariam melhorar a relação direta com o uso do dinheiro. E a partir disso, entender bem as notícias de economia poderia ser um passo a mais para que as pessoas conseguissem aplicar aquilo que elas aprenderam em suas vidas, já que o Brasil é um dos países com um dos maiores números de pessoas endividadas, principalmente com o uso de cartão de crédito, já que as taxas dos cartões brasileiros são enormes.

Uma notícia do G1 mostra que apenas 36% da população brasileira consegue guardar algum dinheiro após receber o salário mensalmente, de acordo com uma pesquisa do Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado. Assim como relatado na notícia citada, o ser humano tem uma tendência a conquistar um objetivo mais emergencial e momentâneo, em detrimento a um objetivo a longo prazo, e isso com certeza promove uma falha na conquista de objetivos que realmente vão atrair frutos às pessoas. Por sua vez, uma grande recomendação seria o aprendizado de uma educação financeira desde a infância, e consequentemente de acordo com o passar das séries os alunos irão desenvolver uma relação mais íntima com o dinheiro e teriam maior valor pelo mesmo, entendendo como funciona o mercado financeiro e como tirar o máximo de proveito deste.

Portanto, as informações dos noticiários juntamente a uma educação financeira são manivela ótimas para ter um maior apreço pelo dinheiro, e também conseguir ter um maior planejamento para conquistar metas bem audaciosas, como, comprar uma casa, dar a volta ao mundo, comprar empreendimentos ou qualquer seja o seu sonho. E assim, ao ter uma nova relação com o dinheiro e uma maior maturidade com aquilo que vá trazer frutos a longo prazo talvez seja a melhor maneira em conseguir balancear o desejo de comprar e ao mesmo tempo promover uma reserva de dinheiro para futuras emergências que possa vir acontecer.