Segundo a ONU, parte da população de oito países está passando fome

Segundo o último relatório divulgado pelo Conselho de Segurança da ONU, existem oito países que apresentam uma parte significativa da sua população em situação de emergência, e também não tem o que comer. Segundo o parecer elaborado por duas agências da ONU, cerca de pelo menos 25% da população desses países estão passando fome.

O PMA (Programa Mundial de Alimentos) e a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) divulgaram um relatório elaborado pelas duas agências, onde foi constatado que a instabilidade alimentar encontrada em nações que apresentam conflitos, estão aumentando cada vez mais, chamando a atenção do mundo para o problema grave existente nesses países, e da necessidade da ajuda humanitária nesses locais para tentar combater a fome e a miséria da população.

O parecer reconheceu que ao todo são dezesseis nações que possuem problemas graves em relação à fome no país, mas oito delas têm emergências ou crises abrangendo ao menos 25% dos seus habitantes. A situação mais grave é a do Iêmen, que possui cerca de 60% da sua população em situação muito difícil, o que corresponde a 17 milhões de habitantes passando fome. Em seguida vem o Sudão do Sul, com cerca de 4,8 milhões de habitantes ou 45% da população, em uma situação parecida com a do Iêmen.

Outro país que a sua população está passando por um momento muito difícil com a guerra é a Síria, onde cerca de 33% dos seus habitantes estão sofrendo com a falta de alimentos, atingindo cerca de 6,5 milhões de pessoas. No Líbano a porcentagem é igual, atingindo 1,9 milhões de pessoas passando fome. Muitas das pessoas que estão sofrendo no país, são  refugiados da Síria e estão morando em território libanês.

Segundo notícias, a República Centro-Africana possui cerca de 30% da sua população passando por uma situação crítica de fome, o que corresponde a 1,1 milhões de habitantes. Na Ucrânia essa situação atinge 26% da sua população, cerca de 1,2 milhões de pessoas; no Afeganistão são 7,6 milhões de pessoas, o equivalente a 25% da sua população e na Somália o mesmo índice, o que corresponde a 3,1 milhões de pessoas.

Em um estudo realizado em 2016, foi verificado que existem cerca de 815 milhões de pessoas passando fome no planeta, e em torno de 489 milhões estavam em regiões afetadas por conflitos.